Translate

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Alternativas de hospedagem... economizando seu “rico dinheirinho”



Adquirir hábitos saudáveis é fundamental para a saúde, e é pensando nisso que eu trabalho duro para conseguir viajar, aproveitando o máximo e com custo mínimo - economia necessária para dar conta de tantos roteiros desejados. E nem sempre “pagar caro” garante conforto e diversão. 

Acabei me tornando uma viciada contumaz (não, este não é meu companheiro de viagem) e é no período de abstinência que desenvolvo alguns dos meus pré-requisitos para viajar. Pesquisar as opiniões de quem já foi para o destino escolhido é uma ótima dica para se planejar. Depois, fique atento às promoções de passagens aéreas e às novidades que aparecem - principalmente sobre hospedagem - pois os preços variam de lugar pra lugar e é o que mais come consome seu dinheiro. Tive ótimas experiências em hotéis e pousadas, hostels, CouchSurfing e, por último, com o melhor custo x benefício para roteiros no exterior, Airbnb e StayCity. Aqui vai uma pincelada sobre cada um...

A proposta do CouchSurfing é bastante interessante. Não é preciso pagar pela hospedagem, e algumas pessoas se dispõem (às vezes somente) como guia. Assim, você vai além dos pontos turísticos, e acaba conhecendo os melhores lugares, onde só quem é morador conhece bem. Utilizei este tipo de hospedagem quando viajei para Auckland e Melbourne e foi muito legal!

Bastante similar ao CouchSurfing, o Airbnb é pago, e por isso te dá maior liberdade durante a estadia. Estive recentemente em Frankfurt, me hospedei pelo site e fiquei extremamente satisfeita. Uma noite bem dormida é fundamental pra manter a boa disposição.

O StayCity apartment é vantajoso para grupos de pessoas. Viajamos com mais um casal para Roma (Stay Rome) e foi perfeito. Antes de conhecer outros sites, aluguei, em Londres, apartamentos do tipo estúdio (quarto, banheiro e cozinha) através do Accomodation London. Hoje vejo que o Airbnb e o Stay London (recente) têm preços mais convidativos. Compare e escolha a melhor opção.

Viajar sozinho parece desestimulante, mas nunca foi um motivo para eu desistir de ir ou “apelar” para as caras agências de turismo. Por isso, essas novas formas de hospedar da bicicleta são tão enriquecedoras - somando-se aos hostels e B&B (Bed and Breakfast) é possível fazer amizades, afinal, não é sempre que você consegue alguém para acompanhar as suas aventuras pelo mundo.

Todas as opções ficam mais baratas que qualquer hotel e valem muito a pena. Para Roma e Frankfurt, eu posso passar o contato direto dos proprietários a fim de evitar as taxas cobradas pelo site. São economias que podem lhe render um jantar especial, tickets para atrações culturais e até um souvenir extra.

Conheça mais sobre o Airbnb, cadastre-se sem compromisso e ganhe desconto quando decidir viajar. Você também pode alugar o seu quarto extra e faturar uma grana, já pensou nisso? 
http://www.airbnb.com/tell-a-friend?airef=1gp1wzbefbdzz5

Veja também outros sites semelhantes como o Hospitality Club, Windu, Easyquarto*. 

*Lembre-se sempre: o Google é seu amigo!

Um comentário: