Translate

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Pequenas ideias para um grande negócio


Bastou um projeto criativo para transformar o funcionamento de uma Pizzaria, em Sete Lagoas. O produto já era excelente, mas o espaço deixava a desejar. A fachada era discreta e a sensação que se tinha era que as mesas externas não faziam parte daquele estabelecimento - faltava integração. Só eram ocupadas em último caso ou após um convite insistente.

A solução foi contratar um profissional que traduzisse as reais necessidades de forma eficaz e econômica, e assim foi feito. O projeto foi executado e a resposta foi imediata. Toda a beleza da parede estava escondida, só precisava ser descoberta. E, como uma obra de arte, ganhou moldura e iluminação. Com a nova fachada as mesas externas passaram a ser as mais disputadas.

No interior, apenas uma das paredes atraía olhares, e quem se sentava de costas deparava com uma parede "sem graça”. O tédio deu lugar à brincadeira, com adesivos personalizados que realçam o tema do estabelecimento. O criativo “jogo americano” (de Hugo Florez) teve sua versão ampliada e frases francesas com suas respectivas traduções se embaralharam, formando um curioso jogo de entretenimento. As listras trouxeram, sutilmente, as cores da bandeira francesa e o espelho refletiu os quadros da parede oposta e agora são privilégio de todos.

Ideias simples, mas que levam anos de estudo e dedicação. Uma mistura de sensibilidade e técnica aprimorada pela arquiteta, e necessária para transformar o espaço, sempre pensando nas pessoas e contribuindo para uma cidade mais bonita e melhor!

Confira as fotos de “antes e depois”.

Antes



 Depois


Texto e projeto por Adriana Jardim

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Alternativas de hospedagem... economizando seu “rico dinheirinho”



Adquirir hábitos saudáveis é fundamental para a saúde, e é pensando nisso que eu trabalho duro para conseguir viajar, aproveitando o máximo e com custo mínimo - economia necessária para dar conta de tantos roteiros desejados. E nem sempre “pagar caro” garante conforto e diversão. 

Acabei me tornando uma viciada contumaz (não, este não é meu companheiro de viagem) e é no período de abstinência que desenvolvo alguns dos meus pré-requisitos para viajar. Pesquisar as opiniões de quem já foi para o destino escolhido é uma ótima dica para se planejar. Depois, fique atento às promoções de passagens aéreas e às novidades que aparecem - principalmente sobre hospedagem - pois os preços variam de lugar pra lugar e é o que mais come consome seu dinheiro. Tive ótimas experiências em hotéis e pousadas, hostels, CouchSurfing e, por último, com o melhor custo x benefício para roteiros no exterior, Airbnb e StayCity. Aqui vai uma pincelada sobre cada um...

A proposta do CouchSurfing é bastante interessante. Não é preciso pagar pela hospedagem, e algumas pessoas se dispõem (às vezes somente) como guia. Assim, você vai além dos pontos turísticos, e acaba conhecendo os melhores lugares, onde só quem é morador conhece bem. Utilizei este tipo de hospedagem quando viajei para Auckland e Melbourne e foi muito legal!

Bastante similar ao CouchSurfing, o Airbnb é pago, e por isso te dá maior liberdade durante a estadia. Estive recentemente em Frankfurt, me hospedei pelo site e fiquei extremamente satisfeita. Uma noite bem dormida é fundamental pra manter a boa disposição.

O StayCity apartment é vantajoso para grupos de pessoas. Viajamos com mais um casal para Roma (Stay Rome) e foi perfeito. Antes de conhecer outros sites, aluguei, em Londres, apartamentos do tipo estúdio (quarto, banheiro e cozinha) através do Accomodation London. Hoje vejo que o Airbnb e o Stay London (recente) têm preços mais convidativos. Compare e escolha a melhor opção.

Viajar sozinho parece desestimulante, mas nunca foi um motivo para eu desistir de ir ou “apelar” para as caras agências de turismo. Por isso, essas novas formas de hospedar da bicicleta são tão enriquecedoras - somando-se aos hostels e B&B (Bed and Breakfast) é possível fazer amizades, afinal, não é sempre que você consegue alguém para acompanhar as suas aventuras pelo mundo.

Todas as opções ficam mais baratas que qualquer hotel e valem muito a pena. Para Roma e Frankfurt, eu posso passar o contato direto dos proprietários a fim de evitar as taxas cobradas pelo site. São economias que podem lhe render um jantar especial, tickets para atrações culturais e até um souvenir extra.

Conheça mais sobre o Airbnb, cadastre-se sem compromisso e ganhe desconto quando decidir viajar. Você também pode alugar o seu quarto extra e faturar uma grana, já pensou nisso? 
http://www.airbnb.com/tell-a-friend?airef=1gp1wzbefbdzz5

Veja também outros sites semelhantes como o Hospitality Club, Windu, Easyquarto*. 

*Lembre-se sempre: o Google é seu amigo!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Arquitetura em Londres - Grand Designs Live 2012


Neste mês de maio, aconteceu mais uma mostra da Grand Designs Live, no grande centro de feiras e conferências - Excel London.

A Grand Designs Live é um evento anual (na Inglaterra e Austrália) baseado na série de  TV britânica Grand Designs* apresentada por Kevin McCloud – o guru do design. Com áreas dedicadas a decoração, tecnologia, cozinhas, banheiros, construção e jardins, a mostra oferece aos visitantes uma oportunidade única para ver as últimas tendências para o lar, participar de workshops e até se divertir.

Ter uma boa desculpa para voltar a Londres (bemmm mais perto que Sydney) é sempre um prazer. Eu estive lá e selecionei algumas fotos mas, como são muitas, separei por álbuns e comecei pelas casas de campo e chalés. Os próximos virão a seguir. Espero que gostem!


Veja mais em www.armadilla.co.uk
Para saber mais   www.outdoorpods.com




Workshop

  




   
Para mais informações sobre a Eco Perchwww.blueforest.com

Veja mais sobre a Eco Float no  www.ecofloatinghomes.com

Texto e fotos por Adriana Jardim

domingo, 20 de maio de 2012

Arquitetura lúdica - "Lego" de containers

Reforçando a ideia de arquitetura modular e sustentável, parte de um bairro de Londres (Trinity Buoy Wharf – Docklands) foi revitalizada de forma criativa e eficiente utilizando containers - mais de 80% do edifício (de escritórios ligados à arte e algumas moradias) foi criado a partir de material reciclado. 

Sobrepostos de forma lúdica e com custo baixo, o complexo arquitetônico "Container City" levou 4 dias para instalar 15 unidades, utilizando 20 volumes. Eu já tinha ouvido falar sobre este projeto e fui lá, pessoalmente, conferir... e é, realmente, incrível!

Leia mais em www.containercity.com



 


 





 
Texto e fotos por Adriana Jardim

sábado, 19 de maio de 2012

Conheça uma cidade sem bolhas nos pés



Em vários lugares da Europa – e de outros continentes – você pode encontrar os ônibus de turismo que circulam pela cidade apresentando os seus principais pontos turísticos: os famosos “Sightseeing” ou “Hop on Hop off”. Geralmente são vermelhos e de dois andares, sendo a parte superior com cobertura transparente, ou simplesmente descoberta, garantindo uma melhor visualização da cidade e seus monumentos (diferente do metrô subterrâneo) e possibilitando ótimos flashes. Quando a cidade é grande ou cheia de atrações, além de haver mais de um circuito de ônibus, há também um outro que pode ser feito a pé (walking tour), acompanhado por um guia. Informe-se antes sobre horários e valores, escolha o circuito mais interessante ou faça ambos. 

Você pode adquirir o bilhete válido por 24 ou 48 horas (pagando apenas um pouco mais), em postos especializados da empresa ou no próprio veículo. O seu tempo começa a contar a partir da hora que você compra o bilhete. O fone de ouvido que você ganha é para acompanhar o áudio explicativo que funciona como um guia. É possível ouvir em várias línguas, e muitas vezes, em português também. 

Pegue o mapa que mostra todo o circuito proposto e os pontos de parada que te possibilitam descer, para uma visita ou caminhada, e subir novamente quando quiser. Se preferir, faça primeiro uma volta completa no ônibus e observe os melhores pontos para, numa segunda volta, descer e apreciar com mais tempo os trechos e atrações escolhidos. Estes ônibus costumam circular das 9 da manhã às 18h.  O horário pode variar de acordo com a cidade, com o circuito (quando há mais de um) e com a frequência de turistas.  

Cheque as outras vantagens como, por exemplo, preços especiais para crianças e idosos, descontos em vários estabelecimentos e a chance de evitar filas quando o ticket para museus for adquirido no ônibus. Se seu tempo é curto (ou se seus pés já estão com bolhas), esta é uma ótima opção para otimizar sua visita.


Texto e foto por Adriana Jardim

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Olá China

A globalização China espalhou produtos de tudo quanto há e pra tudo quanto é lado. Assim, fica cada vez mais difícil trazer algo novo das viagens ao exterior, e os famosos souvenirs não podem faltar – tanto para presentear como para lembrar aqueles momentos incríveis. 

Mas então, como trazer coisas que não vão ocupar muito espaço na mala, e nem fazer um rombo no bolso? 

O jeito é apelar para a originalidade. Há quem colecione aqueles copinhos com motivos personalizados do lugar, cartões postais, imãs de geladeira... Como amante dos objetos de design e escritório (eles sempre me hipnotizam), acabei iniciando minha coleção... de lápis!

   


Texto e fotos por Adriana Jardim